Clã Dämmerung

Perfect World BR - servidor Arcadia
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Passado - Parte I

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Twicelight
Capitão
avatar

Feminino Virgem Búfalo
Mensagens : 232
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Passado - Parte I   Dom Jul 26, 2009 11:15 pm

Passado


Verdade

Twicelight

Os flocos de neve, tão suaves, mais pareciam navalhas de encontro ao meu rosto. Eu trincava meus dentes, do contrário estes bateriam convulsivamente. Minhas asas tinham partes cobertas de gelo e todo o meu corpo doía ao mais leve movimento.
Mas... Com a agilidade de um lince, a nevasca se intensificou, e uma lufada vinda do noroeste me derrubou até onde a neblina e a neve era menos densa. Antes que pudesse ver, três raios, que normalmente não me causariam grandes danos se não estivesse tão exaurida, me atingiram, e fugir voando não foi uma opção. Não que tivesse tido tempo para pensar em alguma outra alternativa. Caí, e minhas asas foram como as velas de um barco quando outra rajada de vento levou-me em direção as águas gélidas e turvas do oceano. Afundei vários metros, e antes que pudesse recuperar o ar, a correnteza me arrastou em alguma outra direção e meu tórax atingiu uma pedra, todo meu oxigênio subindo em bolhas até a superfície. Tentei nadar, mas sou péssima em água e a corrente travou uma batalha comigo, me empurrando cada vez mais para o fundo. Instintivamente, meus pulmões buscaram ar, e a água congelante e salgada invadiu meus pulmões, queimando-me por dentro. Estava me afogando, e era absolutamente linda a visão das bolhas flutuando de encontro ao lençol cristalino que brilhava com a luz de um sol esbranquiçado em algum lugar. Que irônico.
Em beira da inconsciência, algo sólido me arrasta em uma direção nova. Consigo sentir o vento em meu rosto, mas a água obstruía meus pulmões, impossibilitando-me de respirar a brisa. A Coisa Sólida me arrasta até a margem, e, tossindo a água salgada que arranhava minha garganta, deitei na areia barrenta, ofegante. Olhando para cima, um enorme tigre branco com a pelagem encharcada me observa. Em um salto, -apesar de toda a exaustão pelo afogamento e pelo frio que arroxeava meus lábios e fazia todo meu corpo tremer em espasmos- me levantei e peguei meu arco das costas, mirando na criatura defensivamente. Esta sacudiu o corpo inteiro, secando-se e produzindo uma chuva em mim-, e caminhou tranquilamente até atrás de uma formação rochosa. Alguns segundos se passaram, até que ouvi uma voz grave a baixa.
-Me desculpe se a assustei na forma de tigre. Nado melhor nela.
Ela arquejou, não por que o tigre falava, - agora, não se impressionava mais com isso, já tinha muitos amigos bárbaros - e sim pela assimilação das lembranças a aquela voz e a imagem de um lobo vestido e sobre duas patas que estava a sua frente agora, Sua boca abriu com um estalido, e seus olhos se arregalaram de choque.
-Você? que faz aqui? Por que me salvou... De novo??...
A criatura também parecia cansada com o esforço e tinha alguns pelos brancos pelo corpo forte. Era velho, mas saudável. Ele esperou-me terminar o turbilhão de perguntas com um ar impaciente.
-Escute elfa. Sou velho, e já ouvi todas estas perguntas de você faz algumas décadas. Você continua a mesma, só que um pouco mais protegida. -Ele olhou para a arma em posição de ataque em minhas mãos, fazendo menção de eu guarda-la.-Te deixei na Cidade das Plumas para ser treinada, mas acho que não fizeram um bom trabalho, já que saio de casa para cortar lenha e vejo uma borboleta gigante despencando do céu, e te acho se afogando.
Baixei a cabeça, envergonhada. Não nado bem. Nunca nadei, nunca tinha precisado, antes. E agora, o mesmo lobo que havia me tirado da caverna em que fiquei presa por tanto tempo - Me alimentando de pequenos animais que surgiam por ali de vez em quando e de algumas frutinhas silvestres de um arbustinho brotado de sementes que achei em meus bolsos e que nasceu de um feixe de luz entre algumas frestas das rochas- Me salvara novamente.
-Err... Obrigada. Não sei nadar direito, caí enquanto voava.
-Também não lhe ensinaram a voar direito?
-Não é nada disso. Meu vôo foi prejudicado com a nevasca, com alguns monstros e com minhas forças já exauridas. Agora, poderia responder as minhas perguntas? Afinal, quem é você?
A criatura suspirou, e sentou-se na areia, eu a imitei.
-Sim, deve estar bastante confusa, mas na verdade, te encontrei agora apenas pelo acaso. Meu nome é Elbereth, e conheci seu pai, Elrond Tíwele.
‘ Elrond era um famoso boticário do Porto dos Sonhos. Em uma de suas viagens em busca de ervas medicinais até a Vila dos Sonhos, ele conheceu Bellatriz Wímenessë, eles se apaixonaram, se casaram e foram viver em uma casa próxima ao farol. Quando pensavam que não podiam ser mais felizes, descobriram que Bellatriz estava grávida, e a alegre notícia se espalhou... ’
Ele se interrompeu, ao me ver tremendo de frio.
-Vamos para a minha cabana. Você não tem um casaco de pelos, e deve ter alguém que se importa se morrer de hipotermia.
Assenti, entretida demais na história para me opor. Continuou, enquanto andávamos.
-‘... Porém, a notícia não era alegre para todos. Taralön Calaelen era um curandeiro do Porto dos Sonhos, um primo que cobiçava tudo que Elrond possuía. Quando ficou sabendo que ele teria um filho com Bellatriz, sua antiga paixão, Taralön ficou furioso, e maquinou um plano diabólico, que começava com sua aproximação da família feliz nos nove meses que se seguiram. ’
‘A criança nasceu, uma menina saudável que era uma mistura perfeita dos pais. ’
‘ O clima era festivo na cidade, pela chegada oficial da primavera, e o nascimento da filha do melhor boticário “provocou” uma festa. Quando Elrond já havia bebido muito hidromel, Taralön o chamou até um barco... ’
Chegamos até uma cabana simples, com paredes de pedra e um teto de sapê. Elbereth pegou um ramo de ervas emenagogas e pôs em uma chaleira que estava sobre as chamas crepitantes de uma lareira, e continuou.
-‘... Se Elrond era o melhor boticário e curandeiro da região, Taralön era o segundo melhor. Ele conjurou um encantamento, e repentinamente Elrond arquejou e caiu de joelhos diante de Taralön. Suas pupilas viraram de modo que seus olhos ficaram brancos e em seguida, ele desmaiou. Quando acordou, seu corpo estava intacto, mas a mente estava em branco. Não lembrava de quem era, onde estava, por que estava ali, nem por que não lembrava de nada disso... ’
Eu o interrompi.
-Como sabe de tudo isso se não estava lá? Ou, como viu isso e não fez nada para proteger Elro... Meu pai?
-Eu era apenas uma criança brincando de se esconder nos barcos. O Porto dos Sonhos é um lugar para todas as raças... Bom, isto é outra história. Eu vi tudo, mas fui incapaz de fazer algo em relação. Não poderia proteger nem a mim mesmo, se tentasse. Errr, continuando.
‘Quando Elrond acordou, Taralön falou que ele era um fugitivo por assassinato e que de nada se lembrava, pois batera a cabeça em um mastro tentando fugir’- Ele parou neste momento, virando os olhos para mostrar como achava aquilo ridículo.-‘e que ele precisava ir para bem longe e nunca mais voltar para o Porto dos Sonhos. Elrond pegou um dos barcos, partiu para o norte, parecendo se esquecer completamente de que podia voar. ’ - Eu teria rido nesta parte, se não fosse aquele acontecimento que mudara minha vida. - ‘Todos concluíram que ele teria se afogado, bêbado, e Bellatriz virou uma mãe viúva. ’
‘Mas é claro que Taralön procurou em consolá-la imediatamente, e sendo primo de Elrond que não tinha irmãos, se casaram como de costume. A filha assumiu o sobrenome do padrasto e cresceu achando que este era seu pai. Enquanto isso, Elrond descobria um selvagem clandestino em seu barco. Eu lhe contei tudo que tinha visto e ouvido, além do que já sabia pelos boatos da cidade, mas ele não acreditou. Expulsou-me do barco, me deixando na Vila dos Pescadores, e nunca mais ouvi falar de Elrond Tíwele. Mas voltei para o Porto dos Sonhos para proteger Bellatriz e a filha. ’
‘ Bellatriz amava demais Twicelight, a filha do sol e da lua, -Chamada assim pelo horário crepuscular de seu nascimento- por esta ser a única lembrança de Elrond que lhe restara. Não podia sair em busca do seu antigo marido ( Eu havia revelado a ela que ele continuava vivo mas sem lembrança alguma) pois temia demais Taralön e não confiava nele.’
‘Certo dia, quando a criança já estava maior, Taralön disse a Bellatriz colher algumas ervas da serpente que estavam em falta em seu estoque. Eu fui junto com ela, pensando em protegê-la dos planos por trás do sorriso malicioso que Taralön tinha estampado no rosto nos últimos dias, e este foi o erro da minha vida. E da sua. Quando eu e Bellatriz retornamos (A esta hora eu havia virado quase que seu segurança particular e seu confidente) encontramos Taralön em um estado de falso desespero, afirmando que Twicelight fora para o Porto brincar e não voltara, tampouco estava lá. Ele cheirava a betume, dos barcos, a sal, a lavanda e a outras diversas outras fragrâncias de vários lugares de Pan Gu, só encontradas no porto, além de seu cheiro habitual. Bellatriz estava com os punhos cerrados, falando entre dentes “Taralön Calaelen, me diga agora onde meu marido e minha filha estão!” Ele a olhou espantado, e depois confuso, me encarou com raiva e depois voltou a olha-la, e falou docilmente “Meu amor...o que este empregado selvagem e imundo lhe disse? Elrond morreu, e Twicelight sumiu! Não sei de nada!” Bellatriz começou a gritar “ NÃO ME CHAME DE AMOR,SEU MENTIRO...” Então, um raio a atingiu, e ela caiu aos pés de Taralön, respirando raquiticamente, e então desmaiou. Minhas mãos formigaram sobre os meus martelos, e ergui-os acima de minha cabeça, para atacar o elfo. Mas Taralön era muito mais poderoso que eu, e lançou-me uma magia atordoante, sugando metade de minhas forças, e caí, sem ar. “Seu bárbaro asqueroso e putrificado!” Ele esbravejou. “Se acha que vai apenas desmaiar ou perder a memória por me atrapalhar por tanto tempo, continue sonhando, vira-lata!”
‘E foi exatamente o que aconteceu. Acordei depois de décadas de pesadelos, literalmente, em uma maca da enfermaria da Cidade das Feras e saí a procura de Elrond.’
Fui despertada da história de detalhes um tanto desnecessários por parte de Elbereth pelo assovio agudo da chaleira, e torci meus cabelos, digerindo a verdade.
- Chá?- Elbereth perguntou, como se nós estivessemos trocando receitas de bolo nos últimos minutos.
- Onde está minha mãe? E meu pai? E Taralön?- Perguntei, pondo-me de pé em um salto, mas sentando novamente ao sentir câimbras por todo o corpo.
-Bellatriz e Taralön vivem na Vila dos Sonhos, atualmente. Não volto lá nem se me pagarem cem milhões de moedas. E Elrond... Vim morar aqui no norte para procura-lo, mas veja, elfa. Já não sou mais um lobinho saltitante, e não dá para sair em qualquer nevasca para procurar o homem pássaro que acha que é um fugitivo.
Desviei os olhos dos flocos de neve que escapavam da janela de madeira rudimentar e encarei o homem lobo a minha frente com os olhos azuis de minha mãe.

Elbereth


-Elbereth, Taralön separou minha família,te feriu, feriu minha mãe e apagou a memória de meu pai. Não sou vingativa, mas inimigos de meus amigos, E FAMÍLIA, são meus inimigos.
- Twicelight, Taralön é muito forte, e não sei se seus poderes são fortes o suficientes...
- A destreza está na ponta de meus dedos e em meus olhos. Sou arqueira, ao contrário de meus pais, acho que já percebeu. Eu não quero uma luta, só desejo minha família segura. Duvido que consiga evitar um combate...Mas se miro meu arco em direção a um ser civilizado, se é que posso chamar Taralön disso, não é com covardia que vou agir.
Assenti, fixo no arco brilhante e enorme amarrando em uma desgastada bolsa de couro nas costas de Twicelight.
Ela pediu licença para trocar o conjunto delicado de seda úmida que vestia e voltou com um vestido comprido cor de sangue. Ela caminhou para fora, onde o que restara da tempestade era apenas dois palmos de neve no chão e alguns flocos rodopiantes que caiam com leveza no vestido vinho e derretiam vagarosamente em camadas. Perguntei, distraído.
- Hmm... Twicelight?- Ela se virou, a neve caindo de seus cabelos. - O que fazia tão ao norte?
Ela enrubesceu, rosa na pele cor de cera, com um sorriso tímido.
- Fazendo uma maldita missão para um cara maluco morador de uma cidade no fim do mundo cuja não achava o material necessário e me perdi. Acontece sempre comigo.-Ela revirou os olhos- Típico. Fiquei congelada, fui atacada, me afoguei e um lobo falante me contou uma novela.
Então, ela levantou vôo com delicadas asas de borboleta e sumiu quando o sol estava de um lado do horizonte e a lua cheia apareceu do outro.

Continua...


Última edição por Twicelight em Seg Jul 27, 2009 9:27 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Twicelight
Capitão
avatar

Feminino Virgem Búfalo
Mensagens : 232
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Dom Jul 26, 2009 11:26 pm

OBS:
Hehe...demorou, mas saiu...^^

Como vocês podem ver pelo horário de publicação, eu tive que fazer um esforcinho para botar a minha fic aqui no fórum...
Mas já aviso, isso é mais como a explicação da história da minha personagem, por que não caberia tudo isso no perfil O.O
Se leu,observou que Elbereth conta tudo com detalhes desnecessãrios, mas eu os botei aí por que gosto que, quando a pessoa leia algo de minha autoria, se sinta mais envolvido. Eu sei que como era o lobo contando pra Twice, não tinha que ter tudo isso, mas eu quiz mesmo assim. =P
Bom, se não sentiu emoção nenhuma lendo, descuuuulpa, tenho 11 aninhos gente'-'
E essa continuação...Bom, a Twi vai ter que dar uns bons tapas no Taralön...depois. Quando eu tiver recuperado a artrite nos dedos de ficar escrevendo com um cotoco de lápis no caderninho de inglês.Ou, podemos fazer isso online, mas precisaria criar um bando de gente x.x
Wathever. Qualquer semelhança com New Moon, não é mera conhecidência. Foi mal, gente. Já li aquele livro 4 vezes XD
Ah, e é recomendável ler o perfil da Twicelight antes ou depois de ler a fic, pois esta é tipo uma continuação da ficha, pode ficar meio confuso.-.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Seg Jul 27, 2009 9:47 am

Ótima fic Twice! Meus parabéns! Agora voce faz parte da guilda dos escritores mirins xD
Well, você já tem um exército, vamos então esquartejar e jogar os pedaços no fogo punir severamente esse Talaron >=D gogo fazer a continuação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Twicelight
Capitão
avatar

Feminino Virgem Búfalo
Mensagens : 232
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Seg Jul 27, 2009 9:51 am

HOHOHOHO
Esse é o plano. Mas o que você acha melhor? On ou aqui no fórum mesmo?Espera. Vai pro Chatbox.Ou pro MSN.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ashlar
Major
avatar

Masculino Libra Cobra
Mensagens : 624
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Seg Jul 27, 2009 11:46 am

Parabéns, Twice ^^

Não percebi qualquer semelhança com New Moon, não li esse livro xD

Entretanto, não acho q seja um problema vc se basear em seus autores prediletos para escrever fics, muito pelo contrário, é bom ter modelos nos quais se inspirar.

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Twicelight
Capitão
avatar

Feminino Virgem Búfalo
Mensagens : 232
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Seg Jul 27, 2009 11:51 am

Hehehe, é que ficou BEM igual. Bom, é claro, tirando que a autora escreve bem melhor, obviamente;D
Obrigada Ashy^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marvin
General
avatar

Masculino Leão Rato
Mensagens : 317
Raça : Selvagens
Classe : Bárbaro
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Seg Jul 27, 2009 12:54 pm

Ficou muito bom Twi, parabéns ^^

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Ter Jul 28, 2009 11:31 am

eu juro que foi apenas coincidencia, ontem ganhei Lua Nova da minha mana xD
Daniel:Oi!
Mana:OI! Vem ver o que a mana trouxe *me tratando como nene*
Daniel: Ta legal!
*Abre embrulho de livro* (sempre me daum isu!)
LUA NOVA!!
=P inesperado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Twicelight
Capitão
avatar

Feminino Virgem Búfalo
Mensagens : 232
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Qua Jul 29, 2009 11:59 am

Hahaha^^
Você vai ver a semelhança. Eu ganhei o New Moon Junto com o Twilight, também sou devoradora de livros^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ColdhearT



Masculino Libra Dragão
Mensagens : 132
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Qua Jul 29, 2009 12:35 pm

twice gostei mt da sua fic
de verdade *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Twicelight
Capitão
avatar

Feminino Virgem Búfalo
Mensagens : 232
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   Qua Jul 29, 2009 1:57 pm

Thank gente, agoRa, é começar a continuação O.O




One in the same, never to change, our love was beutiful...
We had it all, destined to fall, our love was tragical...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Passado - Parte I   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Passado - Parte I
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Kalayaan - A Liberdade em Tagalo - Parte I (Crônica Oficial)
» Vida Loka de Kayo Lend Parte 2
» 22º Treino (Parte 3/3) - Ankuko - Conhecimento Táctico Shinobi 3: Ninjutsu
» [[Treino 15]] Os rochedos parte 2 fim
» Tutor na parte da manhã..

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clã Dämmerung :: Público :: Fanfic-
Ir para: