Clã Dämmerung

Perfect World BR - servidor Arcadia
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Lucyians, O Lobo Nômade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Lucyians, O Lobo Nômade   Seg Set 28, 2009 4:47 pm

A Viagem

Durante muito tempo Lucyians esperou na estalagem. O sol estava nascendo. Era hora de partir, com certeza. Enquanto se levantava da sua velha e decrépita cama, um passarinho entrou no quarto trazendo um bilhete no pé. “Zephiros” pensou Lucyians. Chamou o passarinho com e pegou o bilhete. No bilhete, se lia em uma letra fina e inclinada:

Caro Sr. Lucyians,
Faltam dois dias para a lua cheia, mas esperamos que V.S.a compareça um dia antes, por mandato de eu mesmo, Lorde Halen.
Post scriptum: Compareça no saguão da família Raven.

Só dizia isso. Lucyians supôs que Lorde Halen fosse o atual macho-alfa da família. Mesmo assim, Lucyians ficou pasmo. “Se eu chegar lá amanhã, só posso ser uma aberração” pensou. Rindo, se dirigiu até o armário e pegou tudo que seria necessário para a viagem. Botou lá suas roupas e armaduras. Também botou seu machado, afinal, ele iria em forma de tigre, já que aprendeu da pior forma a virar um. Depois de tudo pronto, Lucyians pagou as despesas da hospedaria e se dirigiu até a taverna. Estava muito movimentado, gente bêbada e até alguns loucos jogando pôquer. Lucyians sentou em uma cadeira á beira do balcão e pediu uma garrafa de rum. A esta altura, o alforje estava amarrado em suas costas. Saboreando a bebida, que esquentava sua garganta, Lucyians se sentiu um pouco mais disposto: aquela bebida o lembrava o imponente Twister Breaker. Bebendo mais um gole, parou de repente. Alguém mexia em seu alforje. Furioso, se virou de supetão para ver quem era, e a figura de um ladrão cheio de jóias no bolso se revelou. O ladrão, assustado, fugiu. Lucyians foi atrás. O trombadinha deu uma guinada para o lado, evitando uma garçonete. Lucyians deu um pulo por cima dela, e acertou em cheio, com o pé, uma pedra de tamanho razoável, que foi parar na cabeça do ladrão. O ladrão capotou e ficou tonto, e Lucyians, aproveitando a tontura, arremessou seus machados, que prenderam o ladrão pela camiseta na parede. Lucyians sorriu e foi até ele:
- Não foi desta vez amigo – disse, pegando suas coisas e as jóias que o ladrão tinha roubado.
Esperto, tirou sua própria coleira de aço com espinhos ameaçadores e gritou bem alto:
- Alguém perdeu essa coleira cara?
Um punhado de gente veio até ele dizendo:
- Minha! Minha! É minha! Dá!
Lucyians viu quem não estava no amontoado: uma feiticeira, linda, de aparência serena, de cabelos ondulados e loiros.
Lucyians guardou a própria coleira, anunciando a pegadinha e repreendendo o amontoado e foi até a feiticeira.
- Perdeu isto? – disse, mostrando as jóias.
A feiticeira se assustou, a princípio, mas respirou aliviada e sorriu, dizendo:
- Sim, muito obrigada! Achei que nunca mais veria elas!
Lucyians entregou as jóias e sorriu. Mas a feiticeira ainda estava preocupada, até mesmo aflita. Lucyians notou.
- O que houve? Está com uma cara preocupada.
- Ah, bem... Minha família me convocou para uma reunião, mas não sei onde é, exatamente, eles não disseram isso na carta.
Lucyians deu um pulo. A feiticeira, assustada, ia abrir a boca quando Lucyians perguntou:
- Zephiros?
Ao que a feiticeira confirmou, meio relutante.
- Estou indo para lá, se você quiser te dou uma carona.
O rosto da garota se iluminou de felicidade.
- Quero sim.
- Então apronte suas coisas e me encontre nos Portões do Céu e Inferno.
- Certo – a garota já ia sair quando se lembrou – A propósito, qual o seu nome? O meu é Katherine.
- Lucyians.
- Certo, Lucyians, espero você lá – lembrando-se de algo de novo, ela perguntou – Qual sua idade? Tenho 69.
- Também tenho 69, mas por que saber disso?
- Minha mãe disse que devo respeitar os mais velhos – explicou – até logo!
Mãe. Aquela palavra doeu em Lucyians, mas assentiu e foi até os Portões.
Katherine chegou em cinco minutos, apenas com uma mochila. Lucyians vestia sua armadura, pois resolveu desocupar algum espaço em sua mochila para alguma eventualidade. Se transformando em tigre, Lucyians perguntou:
- Pronta?
- Com certeza – disse Katherine, montando o grande tigre branco que agora era Lucyians.
O pulo que Lucyians deu foi grande, e o salto da determinação foi maior que o esperado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Lucyians, O Lobo Nômade   Seg Set 28, 2009 4:47 pm

O Lago do Coração*
Lucyians e Katherine andavam pelos arredores da Lili Pradarie*.
- Ai, falta muito para chegarmos à Vila Hu? – perguntou Katherine.
- Não muito, mas se quiser que eu vá rápido...
- NÃO! Assim está bom.
- Ah, eu posso correr se quiser, é só se segurar! Você nunca experimentou montar um bicho?
Mesmo existindo o ditado “Brigam como cão e gato”, Lucyians, o lobo, se dava muito bem com Katherine, a gata. Tão bem que agora eram amigos íntimos.
- Ah, tudo bem, corra, se isso vai facilitar pra gente – disse Katherine, rindo.
Lucyians se animou.
- Ok então.
Preparando a corrida, com Katherine se agarrando com força em seu pêlo, Lucyians disparou, com a velocidade de um besouro-tigre. Katherine ria, e Lucyians a acompanhava. Tanto se animaram que passaram a vila Hu.
- Lucyians – chamou Kate.
- Sim?
- Acho que passamos a vila.
- Melhor, então estamos mais perto.
- Temos mantimentos?
- Claro que sim, peguei muitos em Nanping. Pode conferir.
- É realmente temos – disse Kate, depois de uma olhada nos alforjes – Mas acho que sei onde estamos.
- Onde?
- Hearth Lake*.
- Nossa, voamos hein?
Lucyians passou de caminhada a trote rápido, e conseguiu alcançar a prainha. O cheiro de carne podre enchia o ar naquele local e Kate logo começou a tossir. Mesmo assim, uma visão linda de um lago, com duas ilhas, se erguia diante dos dois Zephiros. Uma ilha era em forma de estrela, a outra, maior que a primeira, em forma de lua.
- Uau, esse lugar é lindo! – disse Kate.
- Muito – concordou Lucyians.
Katherine e Lucyians não eram da mesma geração da família Zephiros. Zephiros era mais um clã do que família, ou seja, uma união de famílias. Criada há muitos anos para juntar os gênios de todas as famílias: Família Raven, Família Hawks e Família Black. Lucyians era da Raven, pelo que lhe disseram no bilhete, e Katherine era da Black.
Kate e Lucyians foram caminhando pela linda praia, Lucyians agora em sua forma original.
- Talvez devamos acampar aqui – disse Lucyians, vendo o sol se por – arranje uns galhos e troncos para fazermos uma fogueira. Quando tiver arranjado todos, conjure um duende das chamas para acendê-la. Eu vou pegar carne fresca. O charque acabou.
Katherine assentiu e saiu em busca dos galhos, enquanto Lucyians foi caçar.
Voltaram uma hora depois, Kate cheia de galhos e troncos nas mãos, enquanto Lucyians trazia muita carne em uma bolsa.
- Isso dá pra hoje e amanhã. – disse, sorrindo.
Kate riu e preparou os galhos. Lucyians assistiu enquanto ela conjurava um duende para acender a fogueira, que começou a crepitar assim que o fogo tocou nela: Kate era muito boa nesses assuntos de natureza, então, só pegou troncos bem secos, o que foi difícil, por causa da região litorânea.
Depois de comerem, Katherine e Lucyians dançaram e cantaram ao redor da fogueira, enquanto Lucyians tocava uma de suas melhores composições em seu violão, e Katherine escutava encantada. Aquele momento estava sendo precioso para Lucyians. Cada segundo ele aproveitava, e a cada risada de Katherine, ele derretia. A noite foi boa, e embora, ele sentisse a presença de uma criatura por perto, ele não se preocupava. Embora ele sentisse o bafo da criatura em seu ombro, ele não se preocupava. Katherine gritou. Com isso, ele se preocupava.
A luta que seguiu foi assustadora. Sangue espirrando para todo lado, tanto o de Lucyians quanto o do animal enorme que se erguia a sua frente. Lucyians atirou um machado em sua direção, ao que o bicho desviou facilmente. O bicho tentou uma investida, mas Lucyians foi mais rápido, deu um pulo, caindo por trás do bicho, e jogou seu machado na direção do monstro. Desse, o bicho não desviou. Vitorioso, Lucyians recolheu seus machados e anunciou:
- Acho melhor não relaxarmos tanto, fomos iludidos pela ilha, mas isso não acontecerá de novo. Pode continuar comendo, vou ficar de vigia.
- Nah, não tem graça sozinha – disse ela, tristemente – Não quer que eu vigie? Você deve estar cansado de me carregar, e agora ficar sem dormir...
- Não, durma você, suas magias são preciosas, não podemos ficar sem elas, e, além disso... – Lucyians abriu os olhos e agitou a cabeça – Apenas durma ok?
Katherine suspirou.
- Está certo.
Lucyians fez a vigília pelo resto da noite, e ficou surpreso ao ver que, pela primeira vez, não dormiu nem se tentava. Katherine disse sentir o mesmo. “Será que tem algo a ver com os Zephiros?” pensou Lucyians.
- Bem, não há tempo para ficar mais, vou arrumar as coisas.
E Lucyians assim fez. Virando tigre e permitindo a Katherine subir nele, os dois partiram dessa vez rumando diretamente para a Cidade da Dor Celestial.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Lucyians, O Lobo Nômade   Seg Set 28, 2009 4:48 pm

Heavens Tear*
Passando pela ponte Moon Pass*, Lucyians e Katherine continuaram sua viagem até a Cidade da Dor Celestial. Passaram bem longe de Wolf Den*, afinal, lá tem muitos bichos perigosos. Estavam agora em Sky Lake. Katherine conjurou uma tartaruga para guiá-los e pararam na ilhota para descansar.
- Estamos quase chegando – disse Lucyians, sorrindo. - Agora, está faltando apenas atravessarmos o resto do lago e então estaremos em Mirror Lake Residence*.
Katherine sorriu, e disse.
- Viajamos rápido!
Lucyians riu e se levantou, seguido por Katherine. Repetiram o processo de conjuração e passaram o resto do lago. Chegando em terra firme outra vez, Lucyians se transformou, Katherine o montou e juntos se dirigiram até a cidade.
- Gente! – exclamou Kate.
Lucyians riu e foi mais rápido. Um homem jogou uma carne para ele, que deu um salto e a agarrou. Kate riu e apanhou uma noz, que o homem jogou. Estavam muito perto, eles podiam até sentir. Então, quando chegaram em um lugar, avistaram uma doca.
- Desmonte – disse Lucyians, e Kate desmontou – Olhe para cima – disse Lucyians de novo, sorrindo.
Katherine olhou pra cima e o que viu foi:
Ventos, relâmpagos, dragões e uma cidade voadora.
Heavens Tear*.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
* Alguns nomes de lugares foram colocados em inglês, pois minha imagem do mapa mundi do PW é a do PW-I
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Lucyians, O Lobo Nômade   Ter Set 29, 2009 11:24 am

Não perca a conclusão da saga em Lucyians, O Vigilante do Norte! Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Lucyians, O Lobo Nômade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Lucyians, O Lobo Nômade
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Gam x Lobo -- Ravnos x Brujah -- Luta Louca de Bala!
» Edgard Bartolinni - Assamita x Lobo - Caitiff
» "Rex" - O Lobo Negro - Ficha 1.0
» Okami Kasai (Lobo de Fogo)
» Primordial Lobo da Natureza.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clã Dämmerung :: Público :: Fanfic-
Ir para: