Clã Dämmerung

Perfect World BR - servidor Arcadia
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Espada dos Cinco Elementos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Herebus
Marechal
avatar

Masculino Sagitário Cachorro
Mensagens : 258
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: A Espada dos Cinco Elementos   Sex Maio 15, 2009 12:37 pm

==========================PRÓLOGO============================


-A Fênix está tentando dominar sua irmã!

As palavras da sacerdotisa Seiktha soaram como um soco na face de Herebus, ele sentiu seu estômago embrulhar. Parou por alguns instantes e se pos a pensar, o que o espírito de um mosntro lendário iria querer com sua irmã, logo sua irmã, seu único parente vivo, único que mereça tal consideração.
Enquanto a sacerdotisa conversava com o Major Ashlar; Herebus não conseguia conceber uma resposta para sua maior pergunta: O que iria acontecer se, de fato, o espírito da Fênix se apossasse de Kurai?

Mal sabia que a resposta seria muito clara e poderosa.


__________________________ Capítulo 1 – A Caverna Imortal __________________

A convite dos Majores, Ashlar e Kurai, Herebus concordou em desvendar alguns mistérios de uma terra ainda inóspita, situada ao extremo norte de Pan Gu, a Cidade do Gelo, com suas enorme geleiras e sua paisagem de deserto branco.

A exploração prosseguia sem contratempos até que os três avistaram uma forma um tanto incomum naquele cenário, uma enorme montanha de gelo com um portal, num azul translúcido, com aproximadamente o tamanho das entradas da Cidade do Dragão. Imbuídos de um espírito aventureiro os três resolveram adentrar o portal a fim de explorar os mistérios que se sucedessem.

Mal passaram pelo portal e se depararam com uma perfeita antítese do clima fora, uma caverna vasta em beleza, e em verde, com animais, plantas, cachoeiras, e um Espadachim. Ao passo que admiraram todo o local onde seus olhos podiam alcançar se depararam com a figura do velho sábio, parada ao lado de um cogumelo vermelho muito maior que os que normalmente Herebus havia visto. Com um sorriso largo e cheio de simpatia o velho sábio, de feições amistosas e um grande chapéu chinês, cumprimentou os bravos desbravadores do gelo.

-Sejam bem-vindos à minha morada, nobres guerreiros de Pan Gu. Fiquem a vontade para se deleitar com tal beleza, da qual sou guardião. Ao passo que Ashlar e Kurai caminharam alguns metros, adentrando a caverna, Herebus se sentiu compelido a se aproximar do espadachim, que o fitava com o mesmo sorriso na face.

-Meu filho, posso sentir que algo lhe aflige o coração, sinto que sua aura está envolta em dúvidas, sinto, também, que um ente próximo o preocupas. Afirmou o velho, sem pestanejar. Herebus, neste momento, sentiu-se surpreso, não sabia como, um homem que acabara de conhecer, cinco minutos atrás, sabia o que se passava em seu coração.

- S..sim, existe algo que me preocupa, mas como o senhor conseguiu.... Bem, meu jovem, -interrompeu o sábio- depois de alguns anos de prática consigo “ler” o chi da pessoa... Isso é fantástico!- pensou Herebus. –Mas antes de tudo, gostaria de saber onde estamos. Indagou o guerreiro. –Aqui é a caverna dos Imortais, onde os mais valorosos guerreiros, defensores da vida e da paz, buscam a sua imortalidade. Ao ouvir as palavras do velho espadachim, Herebus mal consegui acreditar que estava ali, um solo sagrado.

-Mas a grande questão não é onde estás, nobre guerreio, e sim o que irá fazer para salvar quem lhe é tão importante! Sei o que se passa em seu coração e posso lhe dizer que, lutar contra tamanha força, não é para qualquer guerreiro, se estiveres disposto a tudo para salvar sua irmã, então estarei a vossa disposição para guiar-te pelos caminhos, mesmo sendo eles, tão obscuros!

-Sim, estou disposto! Farei qualquer coisa para salvar minha irmã! Disse Herebus sem pestanejar.

-Ótimo, para que a criatura de imenso poder como está que estas prestes a enfrentar, seja derrotada, irás precisar de uma arma com semelhante poder. Mas adianto-lhe que, de nada adianta o poder se não possuir fé em seu coração, se não estiver disposto, de nada adiantará a espada mais forte de Pan Gu.

Herebus ouvia atentamente as palavra proferidas pelo sábio.

-Para que tal arma seja criada, é necessário que coletes as cinco essências dos elementos, Metal, Madeira, Água, Fogo e Terra, para tanto deverás ingressar na Caverna dos Elementos, destruir os cinco detentores das essências, coleta-las e traze-las para o ferreiro-especialista da Cidade Universal.

Não tens tempo de ficar a admirar a beleza daqui, poste-se em seu caminho e salve aquela que lhe é de tamanha importância. O tempo urge, nobre e valoroso guerreiro.

Assim que o espadachim sentenciou suas últimas palavras, Herbus, chamou os outros dois Majores que ainda admiravam o local, para que saíssem dali e voltassem a Cidade do Dragão. Com a confirmação dos demais, partiram da terra gelada em rumo a maior cidade de Pan Gu.

====================================================

Espero que gostem ^.^ (Quem ainda não leu XD)

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ashlar
Major
avatar

Masculino Libra Cobra
Mensagens : 624
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: A Espada dos Cinco Elementos   Dom Maio 17, 2009 7:10 pm

Muito bom Herebus \o/

Diálogos muito bem feitos. Hehe, diálogos são meu ponto fraco^^

Sua fic dá vontade de Rpar ^^

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Herebus
Marechal
avatar

Masculino Sagitário Cachorro
Mensagens : 258
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: A Espada dos Cinco Elementos   Ter Set 01, 2009 8:50 am

____________________________Capítulo Dois: O Ancião_________________________________

Durante todo o trajeto, da Caverna imortal até a Cidade do Dragão, Herebus não conseguia tirar as palavras do velho espadachim de sua cabeça, não conseguia conceber que sua irmã, sua única família, estivesse correndo tanto perigo, ele sabia, mais do que tudo, que era seu dever protegê-la. Mas sabia que não seria fácil, ele teria que contar com toda a ajuda possível.

Quando deu por si estavam sobrevoando a Cidade, ele decidiu despedir-se de seus aliados e descer até o centro , seus pensamentos, a esta altura eram, um misto de esperança e de desespero, não sabia se conseguiria ajudar sua irmã, mas isso não o impediria de tentar, afinal, ele era muito teimoso, e daria a vida para salvar a de sua irmã.

Herebus, em um rápido movimento fez sua espada flamejante desaparecer, pôs-se em seu caminho até o Ancião. Queria se aconselhar com o velho Sábio, queria saber mais sobre a Caverna, como entrar nela, e principalmente como sair dela com vida e ainda portando as essências necessárias para forjar a espada que salvaria a vida de sua irmã. Parou diante do suntuoso palacete, a edificação era magnífica, possuía três andares, a porta de acesso ao primeiro andar era talhada em mogno, cheia de imagens de dragões, as imagens eram incrivelmente detalhadas, como se tivessem sido feitas pelas mãos do próprio Pan Gu. Herebus se postou na frente dos dois guardas , que cruzaram suas lanças, fitaram-no dos pés à cabeça, e perguntaram:

-O que deseja guerreiro? Herebus notou certo ar de superioridade no tom de voz do guarda. –Preciso falar com o Ancião. É urgente!!! Não tenho tempo a perder com vocês.

Neste momento o guarda olhou com fúria para Herebus, que prontamente pousou sua mão em sua espada.

-Andem, saiam de minha frente! Já disse, quero falar com o Ancião! A essa altura Herebus estava nervoso e impaciente. Queria mais do que tudo salvar Kurai e não seriam dois guardas que o impediriam.

Um dos guardas partiu para cima do guerreiro, atacando-o com sua lança, em um movimento circular, da direita para a esquerda. Herebus, lendo o ataque do guarda, apenas pulou, e em um movimento rápido desferiu um chute na face esquerda do guarda que foi lançado ao chão, já desacordado.

-Pfff... E se intitula guarda do Ancião. Já disse a ele: Se quiser posso mandar alguém para fazer sua segurança. Mas ele diz que não...

O outro guarda, vendo seu camarada desacordado, não teve dúvidas, partiu para cima de Herebus, correu na direção do guerreiro e desferiu um potente golpe na vertical, de cima para baixo, escutou-se um estrondo, fumaça se acumulou ao redor da lança e o guarda, com um riso cínico no canto da boca, vangloriou-se:

-Rá, sou muito mais forte que meu amigo, ninguém escaparia desse gol... A fala do guarda foi interrompida com som vindo de trás dele.

-Você é forte, mas não é páreo para mim. Com um movimento rápido, Herebus golpeou a nuca do guarda, que caiu desmaiado.
Herebus viu seu caminho até o palacete livre, respirou fundo, olhou para trás, viu os dois guardas desacordados e balançou a cabeça negativamente. Vagarosamente entrou no recinto. Herebus já havia estado ali antes, mas nunca havia percebido o quão bonito era o palacete por dentro, afinal nunca se ateve a esses detalhes, mas agora, por uma razão, ele estava prestando mais atenção nisso. Pode perceber, assim que entrou no salão principal, que havia uma porta dupla, feita de carvalho a sua esquerda e uma outra a sua direita, talhada, no que Herebus acreditava ser, uma espécie de mogno, um tanto quanto estranho. Olhando à frente viu as escadas em forma de caracol que levavam ao segundo andar, sem pestanejar, começou a subi-las, alguns passos após estava de fronte à escada que levava ao terceiro andar, onde era o escritório do Ancião, sem dar muita atenção aos detalhes, Herebus subiu as escadas, em direção ao escritório do Sábio.

Ao pisar no último degrau, Herebus avistou no canto direito do salão uma porta, feita em uma madeira vermelha, sabia que ali era o escritório do ancião, pois já havia estado ali anteriormente, e caminhou em direção a ela. O guerreiro bateu à porta e girou vagarosamente a maçaneta dourada, aos poucos a sala do Ancião foi se revelando, ao abrir totalmente a porta Herebus viu a figura do velho Sábio de fronte à janela, admirando a Cidade.

-Entre meu filho, estava a sua espera. Você ainda não perdeu a mania de bater em meus guardas? O Ancião riu-se e se virou para olhar o guerreiro.

-Peço desculpas, Ancião. Mas eu realmente estava com pressa. Preciso de sua ajuda, tenho que... Herebus foi interrompido pelo ancião. –Já sei de tudo. Não se preocupe, vou lhe guiar neste caminho obscuro, até que sua irmã esteja bem.

-Mas como o senhor pode saber disso??? Indagou Herebus, extremamente surpreso pelo fato do ancião ter ciência de toda a história. Sorrindo, o ancião respondeu:

-Isso não importa. Vamos tratar sobre como posso lhe ajudar a salvar sua irmã. Tenho certeza que o velho Espadachim disse-lhe onde deverá ir, mas agora eu vou lhe falar de como você de fazer. O ancião dirigiu-se a uma estante que estava atrás de sua mesa, abriu duas pequenas portas na parte de baixa da estante, retirou duas garrafas que Herebus, por mais que tentasse, não conseguia reconhecer. –Leve isso consigo, é um a essência especial, você deverá colocá-la em um pequeno altar na entrada da Caverna dos Cinco Elementos.

-A Caverna fica próxima ao Reino de King You, encontre o Rato-Rei de Hades e você estará n o caminho certo.

Herebus estendeu as mãos, pegou os dois frascos e olhou-os, fez um sinal de positico com a cabeça, mas mesmo assim ainda não conseguia esconder sua curiosidade. –Mas, como este líquido pode me ajudar? Herebus não conseguia conceber que, duas garrafas pequenas cheias de uma essência estranha pudessem ajudá-lo.
-Faça o que eu digo e você verá. Apenas acredite. Agora vá você não tem tempo a perder. Você deve corre para salvar sua irmã.

Seguindo os conselhos do Ancião, Herebus pôs, delicadamente, os dois frascos em sua algibeira, fez um movimento de reverência ao velho Sábio, virou-se e saiu do prédio em disparada, à Caverna dos Elementos.

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ashlar
Major
avatar

Masculino Libra Cobra
Mensagens : 624
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: A Espada dos Cinco Elementos   Seg Set 07, 2009 3:53 pm

Cadê o resto? bounce

Eu quero ler mais, vc e o Marvin estão mandando muito bem^^

PS: Sei que vc está sem tempo pra isso.

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Espada dos Cinco Elementos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Espada dos Cinco Elementos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Robert Tales e a Magia Grega Livro 1: A Espada do Olimpo
» A Espada de Adam (Primeiro lugar no BatalhaRPG)
» Θ Forja Pio Θ
» Mini Espada Feita pelo Paint
» [Resolvido] Elementos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clã Dämmerung :: Público :: Fanfic-
Ir para: