Clã Dämmerung

Perfect World BR - servidor Arcadia
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Qui Jun 04, 2009 12:20 pm

Thanathos
Capítulo 1 - Noite dos Ventos Uivantes

A escuridão da noite pairava por sobre a Vila Quadrada. Uma noite fria e tempestuosa acabara de cair bem em cima das terras humanas e uma carroça era dirigida por um homem jovem, de 30 anos, com os cabelos negros, tão negros que qualquer um pensaria que o homem era careca no breu que pairava levemente pela ponte que passa das terras humanas para os imensos campos ao redor. O homem vestia um casaco de couro forrado com algodão e uma calça preta, com um corte que se estendia desde um pouco abaixo da cintura, até o joelho. Dentro da carroça, havia uma mulher segurando um bebê. A mulher era linda. Tinha cabelos longos e vermelhos e vestia um vestido amarelo-canário. O bebê sorria para ela, e ela retribuía o sorriso e o afagava. A viagem era longa até a base da montanha em que se encontrava a Cidade Universal, mas quando chegassem lá, seriam compensados.
A estrada era cheia de perigos, mas eles não tinham medo. O homem era Darwin e a mulher era Serena. Eles estavam chegando, mas o ar estava tão frio que tiveram a impressão de estar nas terras geladas ao norte. Quando estavam na base da Cidade, Darwin desceu Serena e o bebezinho. Dali seguiriam voando. Serena levaria o bebê e Darwin ficaria livre, voando abaixo dos dois caso algo acontecesse. Serena pegou uma espada e subiu nela. Como se a espada ganhasse vida, imediatamente levantou vôo. Darwin fez o mesmo e logo estavam voando, subindo a grande montanha.
Quando chegaram à cidade, suas espadas caíram como se obedecessem a um comando. Sem se demorarem, entraram em uma casa. Dentro, havia apenas duas camas, um berço e uma cozinha os esperando. Bem, estavam de volta, e como os costumes diziam, era hora de batizar o bebê. Serena, então, disse:
- Bem, chegamos – E virando pro bebê, disse – Bem-vindo... Humm...
- Thanathos – interrompeu Darwin, com um brilho nos olhos – De agora em diante, você é Thanathos.








Capítulo 2 – Barreiras da Mente

- THANATHOS!
- Já vou mãe! – disse Thanathos, mas Serena parecia não ouvir.
- VAMOS!
- Ok, ok, estou pronto então! – disse, assustado.
Era um dia frio, estava chovendo, mas ainda sim, era um dia importante para Thanathos. Hoje, ele começava os Ensinos Mágicos de Primeiro Nível. Estava um ano adiantado, já que só se começa esse ensino aos 18 anos.
Thanathos tinha 17 anos, era jovem, seus cabelos prateados ficaram sem vida no céu cheio de nuvens cinza. Era um garoto inteligente, meio atrapalhado, mas ainda inteligente. Seus olhos verdes estavam mais escuros, pois conforme o tempo muda, seus olhos mudam. Nas tempestades, ele já chegou a pensar que estava morto, pois seus olhos ficaram sem brilho, sem luz e completamente brancos, exceto pelo preto da pupila.
Quando chegaram na escola, Thanathos se despediu da mãe e entrou na sua sala. Uma escola feita de bambu, porém, com um ótimo ensino. Thanathos sentou em uma das almofadas, localizadas na linha do gigante pentagrama em que normalmente estudavam. Thanathos não tinha muitos amigos, e os que tinha eram da família, conhecidos de viagem e até alguns animais. Quando o professor chegou à sala, todos se calaram. O professor vestia uma túnica azul e um chapéu com um penacho na lateral. Ele fez um gesto para os alunos guardarem os instrumentos mágicos e disse:
- Não iremos encantar hoje gente – disse ele – hoje aprenderemos como se comunicar com as pessoas através da mente e como protegê-la de invasores.
Durante a explicação do professor, Thanathos ouvia atentamente. Sabia que era possível se comunicar com uma pessoa sem falar usando um método mental chamado “sussurro dos ventos”. A turma se dividiu em pares, cada par tentando se comunicar e formar um diálogo sem falar. Thanathos fez par com uma garota de aspecto sabe-tudo. O azar dele, é que ela sabia, sabia mesmo, se comunicar com “sussurro dos ventos”, e o pior: era muito tagarela. Enquanto Thanathos aturava a fala rápida e agitada da garota, veio a salvação, porque o professor anunciou:
- Agora, é chegada a hora de explicar como bloquear sua mente de alguém que queira conversar ou invadir mesmo. Você, garoto – E apontou para Thanathos – Quero que você tente se defender, bloquear sua mente da minha invasão. Não se lamente se não conseguir, ninguém obtém sucesso na primeira vez.
Então, Thanathos sabia o que fazer. Quando sentiu o zumbido que indicava alguém penetrando suas barreiras, invocou toda a sua energia, concentrando ela e formando uma muralha arcana em sua mente. O professor abandonou seu sorriso típico para uma cara séria e esforçada, que passou para uma cara fechada, depois, aterrorizada. O professor gaguejou, então, Thanathos disse:
- Poxa, professor, como você faz isso? Brilhante!
O professor olhou sem entender, mas uma breve piscadela de Thanathos bastou para explicar. O professor olhou, agradecido para ele e o cumprimentou, elogiando-o e o mandando sentar. Então, o professor mandou a turma praticar, para encerrar a aula.
No fim da aula, Thanathos ia para a casa, mas foi detido pelo professor, que disse:
- Não sabe o quanto estou agradecido pelo que fez, seria constrangedor se eu não conseguisse invadir a mente de um garoto, não que você não seja bom é claro – Acrescentou.
- Não, professor, já passei por isso, e eu... Ãhhh... Fui treinado – Mentiu.
- Ahh ok então, bem, até logo Thanathos, tenha um bom-dia – disse ele.
- O senhor também – respondeu Thanathos.
Quando chegou em casa, Thanathos se sentiu maravilhosamente bem. Afinal, venceu seu próprio professor em uma batalha mental. Sabendo disso, dormiu.
















Capítulo 3 – Os Espíritos de Mors

O dia estava nevado na Cidade Universal. Thanathos, se vendo na cama e acordado, se lembrou que não teria de ir na aula nos dias de nevasca, então, tomou seu café e foi até a biblioteca. Lá, achou uma seção interessante sobre espíritos. Enquanto lia, se perguntava se alguém o estava vigiando, se virou para olhar ao redor e só encontrou uma velhinha de aspecto amalucado coçando a cabeça e verificando alguns pergaminhos. Thanathos conteve o riso e saiu, apenas para dar uma volta pela cidade e ver os portões incrivelmente grandes de acesso proibido que davam para o Céu e para o Inferno. Thanathos olhou com admiração e passeou mais um pouco. Quando chegou a hora do almoço, voltou para casa. O almoço era simplesmente um pouco de fulling. Terminando, foi visitar novamente a biblioteca. Viu pergaminhos sobre Pangu, viu pergaminhos sobre mitos e lendas, viu contos, viu literatura, viu magia, viu toda a biblioteca. Escolheu um livro sobre magia. Achou uma palavra: Adurna. Seria sim, uma magia de água, e ele iria experimentar no momento oportuno. Decidiu voltar para casa, mas quando chegou lá, não viu sua mãe, nem seu pai. Viu uma figura encapuzada, dois corpos no chão, ouviu uma palavra: Adurna, depois tudo ficou escuro e não ouviu mais nada. Sentia-se em um caos interior. Que figura era aquela? De quem eram os corpos no chão? Estavam mortos? Então, a figura falou:
- Thanathos
- Como sabe meu nome?
- Thanaaaaaaathoooooosssssss – sibilou a figura.
- RESPONDE! QUEM É VOCÊ? – gritou Thanathos.
- Sou Mors, mas me chame de Morte.
- O que veio fazer aqui?
- Vim levar seus pais.
- NÃO! Você não levará meus pais a lugar algum!
- Ah irei sim, pro Porto dos Sonhos, para lá que eles vão!
- Nunca!
- Pare de se lamentar garoto, você não é páreo para mim!
- ADURNA! – ordenou Thanathos.
- ARRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRREEEEEEEEEEE!
Agora, Mors estava envolto por uma corrente de água, feita para afogar. Mas a água de nada adiantou, pois Mors quebrou a corrente como faria com uma barata.
- Heh, acha que consegue me matar? Sou um espírito moleque!
Então com um súbito gesto, Mors transportou os corpos para outro lugar, e falou:
- Não vim aqui apenas para levar seus pais – disse ele – Vim aqui para me alimentar do seu chi, despedaçar seu chackra e só então, queimá-lo dentro daquele portão do inferno!
E então, Mors virou um espectro, sua matéria nem gasosa nem líquida: sem matéria, e entrou no corpo de Thanathos, que não viu mais nada e caiu sobre a cama.































Capítulo 4 – Brincando de viagem no tempo

Thanathos acordou. Sua casa estava diferente. Muito diferente. Tudo estava aos pedaços, ou pelo menos ele achava que sim, pois se encontrava embaixo de uma enorme tábua. Retirou ela e se virou. Havia um bilhete com o pergaminho desgastado e amarelado em que estava escrito:
“Querido aluno Thanathos,
Você foi consumido pelo espírito de Mors, por isso ficou em coma durante muito tempo. Tomara que leia esta carta, pois é muito importante. Estou em meus limites de vida, esperando você acordar apenas para ajudá-lo, mas pelo visto, não será possível. Quero que vá até a Cidade das Plumas e encontre a anciã. Ela é anciã, mas como elfa, é muito jovem. Entregue esse bilhete a ela, se ela não acreditar em você, entregue o colar dentro do seu bolso. Ela lhe dirá o que fazer. Thanathos, a partir de agora, você não morre mais, mas terá uma chance se algum golpe mortal ou veneno lhe for dado, ou se não resolver seu problema a tempo. Você tem apenas 30 dias antes que Mors arranque sua energia, a partir da data em que acorda.
Desejo-te sorte, meu pupilo.
Assinado: Professor Gilbert
PS: Procure o Clã Dammerung”

A carta não assustou Thanathos por algum motivo. Então saiu de casa virou-se para ela e disse:
- Bem, vamos iniciar uma corrida pelos pântanos sombrios do desespero para, talvez, alcançar a vitória no vale da vida.
E então, Thanathos partiu, mas primeiro, passou na Cidade das Espadas. Porque o Sr. Gilbert lhe dizia: Para escrever um livro, escrevemos uma palavra de cada vez, lembre-se disso!”
E dessa frase, Thanathos jamais se esqueceria, então, disse:
- Bem, adeus lar – e virou-se, correndo em direção as escadas.
Então, de repente virou-se de novo para a cidade, e disse, com lágrimas nos olhos:
- AI! Droga! Nem vi essa pedra.

Fim...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Marvin
General
avatar

Masculino Leão Rato
Mensagens : 317
Raça : Selvagens
Classe : Bárbaro
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Qui Jun 04, 2009 4:53 pm

Uia, ficou bom hein Thanos, depois agente tinha que fazer um rpzinho desse encontro do Thanatos com a Dammerung =P

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alnairan
Major
avatar

Feminino Aquário Macaco
Mensagens : 281
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Qui Jun 04, 2009 5:56 pm

Serena... Serena...
De onde conheço esse nome? >.<
(Não é de anime, é de livro XDD)

Muito bom tio Wink

_________________
Tee-hehee~ Ashlar-sama~ :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Qui Jun 04, 2009 6:17 pm

Hehehe, sim eu ia sugerir isso =D
Serena, Serena, livro que tenha algo parecido só Selena, da Trilogia da Herança =D
Bem, isso completa a história bizarra do meu perfil. O final foi feita pra ser engraçado, se não foi, me contem, viow? É importante saber a opinião pública xD
Muito obrigado pela apreciação u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Alnairan
Major
avatar

Feminino Aquário Macaco
Mensagens : 281
Raça : Alados
Classe : Arqueiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Qui Jun 04, 2009 7:06 pm

Ahh, claro...

Me deixa ver a palma da sua mão. Quero checar uma coisa.

_________________
Tee-hehee~ Ashlar-sama~ :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ashlar
Major
avatar

Masculino Libra Cobra
Mensagens : 624
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Sex Jun 05, 2009 8:29 am

Muito bom mesmo, Thanos^^

Descrições bem feitas, narração bem encadeada. Explicou muito bem as origens do seu personagem.

Agora vai ter q escrever mais =P

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Sex Jun 05, 2009 11:33 am

*esconde a mão e foge com o Fogo na Neve* xD
Obrigado Ash =D Mas acho que ainda não cheguei no seu nv xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
BonVent
Major
avatar

Masculino Áries Macaco
Mensagens : 101
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Nobre

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Sex Jun 05, 2009 1:49 pm

Thanos, na boa: Tu leva jeito, leke, hehehehe. Uma das coisas q achei interessante é q, sendo seu personagem um humano de ‘certa idade’ e vc mesmo ainda muito jovem, o longo coma dá uma lógica as trapalhadas dele, fazendo com q ele seja um homem maduro mas sem a experiência de vida q a idade deveria ter lhe trazido; talvez a sua mente ainda esteja, até, se adaptando ao corpo adulto. Enfim, gostei muito de sua fanfic. Parabéns.


PS: Aqui pode se tornar um excelente espaço para cada um relatar experiências individuais vividas por seus personagens
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ashlar
Major
avatar

Masculino Libra Cobra
Mensagens : 624
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Sex Jun 05, 2009 3:17 pm

Sim, seria muito bom se todos postassem suas fics, contando algo relevante sobre o passado do personagem.

E tem razão em outra coisa, Bon, o Thanos leva jeito pra coisa mesmo. Dou graças por não lembrar de nada que tenha escrito com 11 anos, só redações de escola e eram bem ruins. Já o que o Thanos escreveu está bom mesmo.

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Sex Jun 05, 2009 4:33 pm

Obrigado ^^
Sou seguidor de Christopher Paolini =D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Herebus
Marechal
avatar

Masculino Sagitário Cachorro
Mensagens : 258
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Qua Jun 10, 2009 5:35 pm

Boa Thanathos, gostei da sua fic, mas quero mais, heheheheh
Continue escrevendo assim que você vai longe, viu, parabéns ^_^

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   Sex Jul 17, 2009 4:46 pm

Thx pessoas '-'
Yuuh, yuuh, let's estudar o acordo ortografico '-'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Thanathos - O Princípio da Escuridão Fic Completa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Viridian Florest]O Medo da Escuridão.
» Pandorum Online - Luz e Escuridão
» Zuação Completa em Nibiru
» [Ame] Torre da Escuridão
» Naruto Shippuden Ending 22 – Kono Koe Karashite [Video]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clã Dämmerung :: Público :: Fanfic-
Ir para: