Clã Dämmerung

Perfect World BR - servidor Arcadia
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A maldição de Vikttoria

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
ColdhearT



Masculino Libra Dragão
Mensagens : 132
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: A maldição de Vikttoria   Seg Jul 06, 2009 3:08 pm

Vikttoria “ColdhearT” Vethra pertence a uma linhagem de Paladinos Sagrados que há muito tempo se exilaram da Cidade do Dragão e foram para o extremo Norte, onde hoje é a Vila do Gelo. Por mais de 200 anos eles se mantiveram la, sempre defendendo a ordem e os humanos de todo e qualquer perigo seja maléfico ou não. Em mais um dos milhares combates contra as forças do mal Ashtaar, filha da raiz principal da família Vethra, teve seu ventre amaldiçoado por uma feiticeira, no qual somente o poder de um Elemental poderia quebra essa maldição (somente a natureza "pura" de um Elemental poderia intervir contra a natureza corrupta de uma feiticeira), na qual consistia em que o filho ou filha primogênito de Ashtaar serviria o mal com o bem sendo totalmente paradoxal causando o fim da família derrubando uma das mais antigas ordens de paladino e juntamente grande parte da fé.
Houve uma reunião de família devido a tal acontecimento, Ashtaar na sua vigésima primavera já era prometida para Yorenssen, membro da segunda maior raiz da família, e nessa reunião foi estabelecido que não interferisse em nada, pois o compromisso das famílias ate porque eles já eram noivos. Agora só faltava uma coisa, encontrar um Elemental aparentemente menos maléfico possível. Os Vethra só tinham a localização de dois Elementais, o do fogo e o do gelo. O Elemental do fogo foi totalmente fora de questão, o destino da criança seria obvio demais, então os Vethra optaram pelo Elemental do gelo, que pelo que se sabia residia na Garganta da Avalanche e era mais imparcial. Yorenssen e Ashtaar foram imediatamente à procura do Elemental do gelo na Garganta da Avalanche.
Após três dias e três noites de procura finalmente o encontraram (ou deixou ser encontrado) o Elemental gélido. Desconfiado perguntou aos dois o que eles queriam ali há tanto tempo no seu lar, então Yorenssen e Ashtaar contaram ao Elemental o ocorrido e o que eles queriam, o Elemental disse que teria um preço, e seria que ele pudesse habitar em outro lugar não só ali, que ele queria conhecer o mundo fora das terras geladas, e que se isso lhe fosse dado à maldição não pegaria na sua prole, o casal concordou pagar o preço pedido, o Elemental deu um sorriso malicioso soprou contra os dois humanos e disse que no vigésimo quinto inverno de suas vidas, na vigésima quinta noite daquele inverno estaria nascendo seu filho, e que ele fosse posto na tempestade de neve e só fosse tirado apos seu fim, só assim a maldição não se firmaria e ele não faria mal algum com o bem.

O CASAMENTO


... Três anos se passaram, Yorenssen e Ashtaar se casaram, aparentemente mais felizes que nunca, sua cerimônia de casamento foi à beira da Geleira Ancestral, todos os guerreiros do reino foram convidados, tanto os guerreiros da espada quanto guerreiros arcanos, inclusive alguns alados e suas linhagens também foram convidados para cerimônia, não havia um selvagem e ninguém ousaria perguntar o porquê. O sol estava se pondo as nuvens bastante densas, e mesmo assim passavam feixes de luz por entre elas que iluminavam todo o local da cerimônia, junto com aquele céu vermelho alaranjado de fim de tarde, nessa hora, chegaram os alados com suas magias sagradas festejando, abençoando a todos, sacerdotes arqueiros, magos, guerreiros, todos em clima de festa, foi uma bela festa! Os mais antigos diziam que esse fato estava sendo uma bênção, não só para o casal, mas também para o próximo Vethra que viria, esqueceram até da maldição que tinha sido rogada sobre suas principais raízes devido a tanto Hidromel que eles beberam... E somente uma coisa agora preocupava o jovem casal, hoje ambos com 23 anos, estavam mais ansiosos que nunca.

O TEMPO PASSA


Dois anos se passaram...
Já chegou à primavera, a ultima batalha contra os selvagens aparentemente finalmente caiu no esquecimento de todos, até que foi anunciada a noticia de que Ashtaar estaria grávida, múrmuros tomaram conta de todo o salão, junto com um sentimento retraído de alegria.
O inverno logo chegou, e assim como o Elemental disse que na primeira noite do inverno em que Ashtaar e Yorenssen estariam completando 25 anos de idade e cinco de casados, nasceria seu filho, Ashtaar com uma barriga muito grande difícil ate para andar já estava três dias de repouso antes de iniciar o inverno. E assim teve inicio a primeira noite de inverno.

O PARTO


O sol já tinha saído do céu dando lugar a uma linda lua cheia, estava nevando muito para primeira noite de inverno e ainda mais àquela hora, mesmo sendo no extremo norte nunca tinha nevado como naquele dia até que finalmente a bolsa se rompeu!
Ashtaar entrou em trabalho intenso de parto, foi chamada a mais antiga parteira da Vila do Gelo, apos muitas compressas, agoniação, suspense e drama surge o choro de um bebe uma linda menina cabelos escuros, branquinha, olhos castanhos, um olhar terno... Um lindo bebe! Logo após ver sua filha, Ashtaar, olhou pela janela de seu quarto eu viu a sombra de alguém de pé em um galho fino daqueles que são passarinhos vão, como se estivesse ali desde o inicio olhando fixamente pela janela e dormiu exausta com sua criança no colo. Então uma breve euforia tomou conta das duas partes da família. Logo apos esse momento de êxtase mais uma ou a ultima das aflições tinha tomado conta da cabeça de Yorenssen, o trato que ele e Ashtaar tinham feito com o Elemental para livrar sua filha, e como um Vethra que sempre foi honrou sua palavra, relutando e esvaindo lagrimas de seus olhos, entrou nos aposentos que Ashtaar estava, e mandou que pusessem o bebe em uma cesta enrolado em mantas, nesse momento sua amada acordou, no momento em que estavam tirando sua filha de seus braços, ela olhou nos olhos de seu marido Yorenssen chorou em silencio, olhou novamente pela janela e ele continuava ali, aquela sombra continuava ali, estática somente esperando pacientemente, e a tempestade de neve cada vez mais forte, a lua já tinha sumido do céu, e cedeu após um ultimo beijo em sua filha. Yorenssen sem olhar para trás pra não voltar pegou o cesto com sua filha e pôs do lado de fora de sua casa, em frente à porta.

UMA NOITE DE AGONIA


Assim que Yorenssen entrou em sua casa, sentou-se sozinho distante de todos, ao lado apenas da lareira e ficou olhando fixamente para porta, no momento que ele sentou foi entrando uma fina camada de gelo por debaixo da porta, e foi se alastrando por todo cômodo ate chegou a seus pés, choro de criança fora de casa, aflição e desespero total dentro da casa, e uma única ordem valia ali, "Não abram a porta ate que a tempestade passe", as pessoas queriam abrir, mas nem ousariam fazer isso.
Apos uma noite de tempestade de neve, o gelo que tinha se formado em sua sala não derreteu, mas sim deslizou pelo mesmo lugar que ele tinha entrado, e no primeiro raio de sol, antes da ultima estrela da noite sumir do céu, Yorenssen levantou, receoso de abrir a porta com medo de ter matado sua própria filha, sua primeira filha, quando ele ia abrir a porta Ashtaar desceu correndo pela escada aflita, empurrou seu marido da porta quase que com uma investida, abriu viu o cesto do lado de fora pegou sua filha e tomou um choque...
Além de que a criança estava quase morta, toda azulada, sem forças até pra chorar, suas extremidades estavam com cristais de gelo, na ponta das orelhas, do nariz, lábios, sombra celhas até nos pequenos cilhos e o mais espantoso foi que seus cabelos e olhos estavam diferentes, tinham se tornado azulado, como o centro de uma geleira, e quando Ashtaar olhou no fundo dos olhos de sua filha viu uma imensidão gelada, e um brilho dourado como se fosse alguém La dentro olhando pra ela, no meio de todo aquele gelo, Ashtaar se assustou mais, não teve medo, sabia que ela era sua filha, sangue de seu sangue, e que mesmo que o Elemental estivesse presente em seu corpo, sua filha também viva la dentro, la dentro em algum lugar, e não hesitou em abraçar sua filha com todo seu amor de mãe e entrar com ela.
Ao ouvir de seu marido o que tinha ocorrido naquela noite, Ashtaar não teve duvida de por um nome que não fosse Vikttoria em sua filha, apos uma primeira e longa batalha, mostrando ser uma verdadeira Vethra desde seu primeiro dia de vida. Ou melhor, em sua primeira Noite de vida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ashlar
Major
avatar

Masculino Libra Cobra
Mensagens : 624
Raça : Alados
Classe : Sacerdote(isa)
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: A maldição de Vikttoria   Qua Jul 08, 2009 10:11 am

Ficou bem interessante, Cold. Muito criativo, um excelente começo para seu personagem.

Será que, além da modificação física, há algum outro revés neste caso de possessão? O elemental, além de poder observar o Mundo como queria, pode também influenciar as ações de Vikttoria?

_________________




Última edição por Ashlar em Qua Jul 08, 2009 1:19 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ColdhearT



Masculino Libra Dragão
Mensagens : 132
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: A maldição de Vikttoria   Qua Jul 08, 2009 12:57 pm

ash, eu estou pensando nisso mesmo, algo começando com flashs em sonhos, visoes, umas paradinhas assim, ja ate comentei com kurai sobre isso... mas eu quero fortalecer + os lasços com os membros do clã para terem um real motivo de me salvarem de uma possessao ou algo assim

qualquer sugestao estou prontim pra ouvir.
isso q eu postei como fic seria a bio da cold mas vi q fico mt extenso ai preferi por como fic *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethers

avatar

Masculino Leão Búfalo
Mensagens : 939
Raça : Alados
Classe : Mago(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: A maldição de Vikttoria   Qua Jul 08, 2009 1:04 pm

exatamene como fiz=D
como sua fic e uma enorme novela (parabens =D) ainda n li, mas ta prometido que o farei =D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com.br
ColdhearT



Masculino Libra Dragão
Mensagens : 132
Raça : Humanos
Classe : Guerreiro(a)
Alinhamento : Sombrio

MensagemAssunto: Re: A maldição de Vikttoria   Qui Jul 30, 2009 3:43 pm

isso ai é explicando O pq de ter sido amaldiçoada falta coisas ainda ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
L maximo

avatar

Feminino Capricórnio Porco
Mensagens : 291
Raça : Selvagens
Classe : Feiticeira
Alinhamento : Neutro

MensagemAssunto: Re: A maldição de Vikttoria   Seg Ago 03, 2009 1:58 pm

Adorei Cold^^Mto bom mto bom....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://maximogirl.blogspot.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A maldição de Vikttoria   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A maldição de Vikttoria
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Resolvido] Maldições
» [Regra] Jutsus únicos e Limitados
» CENA 1.4 - MALDIÇÕES [DONOVAN e DANTE]
» Laylla Walldorf - A maldição cigana.
» [FICHA]Mitarashi Anko

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clã Dämmerung :: Público :: Fanfic-
Ir para: